Caça ao homem após assalto a banco a Viseu

O carro utilizado, ao início da tarde de hoje, na fuga dos dois assaltantes de uma dependência do BPI em Viseu, foi abandonado a arder num bairro da cidade poucos minutos depois do assalto. O funcionário de uma empresa que funciona no Bairro da Balsa, em Viseu,  disse à Agência Lusa ter visto "um homem a parar uma carrinha e depois a  descolar a matrícula". "O homem parecia ter uns 40 anos e fez tudo muito rápido. No entanto,  não me levantou suspeitas, porque esta é uma zona de oficinas", explicou,  acrescentando que, entretanto, foi casa e "a carrinha ficou lá".  Minutos depois, um segundo funcionário da mesma empresa saiu e viu a  carrinha já a deitar fumo.  Pouco depois chegava a PSP. Entretanto, fonte da polícia, disse à Agência Lusa que um segundo carro  utilizado na fuga pelos assaltantes já teria sido abandonado num sítio ermo entre Farminhão e Fail, freguesias dos arredores de Viseu, e que os assaltantes  terão, entretanto, encetado a fuga a pé. PSP e GNR estão a fazer buscas no local.  A dependência do BPI localizada na Avenida Cidade de Aveiro (Vildemoinhos),  em Viseu, foi hoje assaltada por dois homens armados e com rosto destapado  cerca das 12:30, disse fonte do banco. "Dois homens, com ar aparentemente normal, entraram no banco com cara  destapada e fortemente armados, com armas que pareciam de guerra", disse  aquela fonte, adiantando que os assaltantes "apontaram uma arma ao caixa",  tendo-se passado tudo de forma "muito discreta e com calma".  Segundo a fonte, um dos homens era alto e outro "tinha aspecto de pedinte",  ambos com idade na casa dos 50 anos.   A fonte contou ainda que um dos homens não falou durante o assalto e  outro "tinha um sotaque espanhol ou italiano".  Na altura em que os dois homens entraram não se encontravam clientes  no seu interior. No entanto, ainda chegou a entrar uma mulher, "que acabou  por sair sem se aperceber de nada". Não se registaram quaisquer disparos por parte dos assaltantes. 

in JN

publicado por Bunny às 17:49