sempre achei piada à s relações interpessoais que se estabelecem em ocasiões que nunca ninguém imagina.

como por exemplo nos autocarros....ou seja, quem como eu faz viagens di à rias, à mesma hora neste fant á stico meio de transporte que é o autocarro, percebe bem do que falo, melhor ainda se for num meio pequeno e não em grandes metrópoles!!!

o simp á tico motorista com quem viajo de manhã j á mete conversa com o pessoal mais antigo, pergunta pelo pai, a mãe, o irmão....se em alguma paragem habitual falta uma pessoa que é habitué o senhor até espera!!!

depois h á as familiaridades que se estabelecem entre viajantes espor á dicos....ora, começa-se a falar no tempo, na geada, no mau estado das estradas....e a viagem passa logo mais depressa...e quando chega ao fim j á se vai a falar dos filhos, dos netos, das telenovelas....

depois h á a familiaridade entre os viajantes assíduos.....

pois, mas desta não posso falar...:) é que não existe ..pelo menos não comigo...os jovens do secund á rio de umas terras e outras l á se vão falando e tal..outros como eu entram, sentam e limitam-se a ver a paisagem durante a viagem!!

não sei se é por falta de tema ou por falta de oportunidade..mas nunca me deu para meter conversa com ninguém.... pelo menos de manhã.... (deve ser da hora)

depois h á aquela coisa gira  - que so deve acontecer a quem trabalha - que é passar todas as manhãs pelas mesmas pessoas, em direcções diferentes... dar conta que a ordem de passagem delas naquele certo ponto é sempre a mesma e basicamente à mesma hora.... (por exemplo, a minha vizinha vai levar o marido que é motorista de autocarros ao autocarro de manha.. normalmente cruzo-me com ela quase sempre no mesmo local... hj ela passou por mim quando eu ia sair de casa...foi aí que dei conta que estava atrasada.....:))

publicado por Bunny às 11:11